Casa Cheia no Festival Gastronômico Macaé

0

No último sábado (13/8), nosso ilustre Chef Ilmar esteve presente no 7º Festival Macaé de Cultura e Gastronomia “Sabores do Mundo”. O evento aconteceu na orla da Praia dos Cavaleiros. O Festival contou com atrações gastronômicas, artísticas e culturais. Ao todo, foram 16 restaurantes que apresentaram pratos baseados nos países com o tema do evento: “Sabores do Mundo”.

Nosso Chef Ilmar ensinou a fazer o famoso Porconóbis de Sabugosa. Quem compareceu ao Festival provou o gostinho mineiro do nosso prato e adorou!

Confira as fotos:

Confira mais fotos do evento no facebook.com/pologastronomico.macae

 

5 de julho – Dia da Gastronomia Mineira

0
Em comemoração à Semana da Gastronomia Mineira, o Mercado Central de BH convidou o nosso chef Ilmar para ensinar os segredos de como preparar o saboroso Mexidoido Chapado. Quem foi lá conferir de perto no último domingo, além de aprender os truques do preparo, ainda degustou esse que é um dos pratos mais pedidos do Casa Cheia.
 
Confira as fotos do evento, que foi um sucesso!

Nosso famoso Mineirinho Valente foi um sucesso no Projeto Fartura Gastronomia em SP

0

O ilustre Chef Ilmar e nossa equipe Casa Cheia Mercado Central desembarcaram novamente em São Paulo, mas dessa vez para participar do Projeto Fartura Gastronomia. A nossa participação, que aconteceu nos dias 25 e 26 de junho, foi um sucesso. O Chef Ilmar de Jesus fez questão de levar o nosso famoso Mineirinho Valente: canjiquinha com mix de carnes defumadas. Quem foi ao Fartura provou o gostinho mineiro do nosso prato de destaque.

Confira as fotos do evento e fique ligado nas próximas edições do Projeto Fartura!

 

Casa Cheia Mercado Central na terceira edição do Circuito Aproxima

0

O Restaurante Casa Cheia não poderia deixar de marcar presença no Circuito Aproxima 2016, que acontece em Belo Horizonte, entre os dias 17 de junho e 10 de julho. O evento é uma reunião dos melhores restaurantes, cafés, quitandas, hamburguerias, pizzarias e sorveterias de BH, e tem o intuito de promover a gastronomia mineira – uma das melhores do Brasil.

Um dos ingredientes que você vai encontrar nos pratos participantes do Circuito é a carne de porco que, por ser um ingrediente local, proporciona aos clientes a oportunidade de conhecerem os sabores tradicionais, a cultura e as raízes da região através do paladar, valorizando os produtos e o trabalho dos profissionais da culinária de Minas Gerais.

O Casa Cheia Mercado Central entra no Circuito Aproxima com o famoso e irresistível Mineirinho Valente: Canjiquinha cozida no caldo de costela, com queijo canastra, lombo defumado, costela desossada ao vinho, linguiça caseira, espinafre e temperos aromáticos.

Prato: Mineirinho Valente Valor: R$26,90 Harmonização: Cerveja Áustria Golden Ale Onde: Restaurante Casa Cheia – Unidade Mercado Central Avenida Augusto de Lima, 744 / Loja 167 – Centro – Belo Horizonte/MG Telefone: (31) 3274-9585 Horário de Funcionamento: Segunda a sábado: 10h30 às 18h / Domingos e feriados: 10h30 às 13h

Casa Cheia recebe Prêmio Referência Nacional – Gastronomia Melhores do Ano 2016 da ANCEC

0

Nosso ilustre Chef Ilmar esteve ontem, (20/06/2016) em São Paulo. Ele, juntamente com a equipe #CasaCheiaMercadoCentral, receberam o Prêmio Referência Nacional – Gastronomia Melhores do Ano 2016, da ANCEC – Agência Nacional de Cultura, Empreendedorismo e Comunicação.

Confira algumas fotos da noite de premiação.

É o sabor mineiro do Restaurante Casa Cheia sendo reconhecido Brasil afora! 😀

Curiosidades sobre o mundo da cachaça

0

Que a cachaça é uma das bebidas alcoólicas mais populares do Brasil, nós já sabemos! Mas, existem algumas curiosidades que tornam essa bebida ainda mais especial.  E claro, não deixe de vir saborear as melhores de Minas aqui no Casa Cheia!
Casa Cheia - Facebook - Curiosidades - Cachaça

Curiosidades:

1 – Cachaceiro é quem produz a cachaça, e não quem bebe demais! Portanto, é importante respeitarmos sempre a profissão!

2 – Existe diferença entre cachaça e aguardente? Sim! A cachaça é o tipo de aguardente feito especificamente de cana. Já, em se tratando de aguardente, existem outras variedades: ela pode ser produzida também a partir de frutas, cereais, sementes ou raízes.

3 – O país que mais consome a cachaça brasileira é a Alemanha!

4 – Ela é a única bebida no mundo que pode ser envelhecida em diversos tipos madeira: Amendoim, Amburana, Araruva, Bálsamo, Castanheira, Cerejeira, Freijó, Jequitibá, Ipê, entre outras, sendo a maioria delas nativas do Brasil.

Ideias deliciosas para o Dia dos Namorados

0

O Dia dos Namorados está quase aí… e você ainda não sabe como surpreender o seu amor? Nós estamos aqui para te ajudar!

As temperaturas estão caindo e sabe o que combina perfeitamente com esta data? Começar o dia com os quitutes mais deliciosos e fechar a noite com delicioso jantar aqui no Casa Cheia.

Que tal presentear o seu amor com comidinhas deliciosas, super românticas, durante todo o dia e, enfim, fechar a noite em uma de nossas unidades? Confira abaixo algumas sugestões bem criativas para surpreender sua alma gêmea.

Para o café da manhã

Sanduichinhos do amor
Um pãozinho no formato de coração com uma tag que você mesmo poderá personalizar. Ficará lindo!

pinterest 2

Foto: Pinterest

Frutas decoradas
Começar o dia com essa pedida será uma delícia. Se o casal adora comer frutinhas depois de um delicioso café da manhã, fechar essa refeição com frutas em formato de coração será ótimo para já entrar no clima de amor.

espetinhos

Foto: Pinterest

casa e jardim 2

Foto: Pinterest

Café completo e plantinhas
Uma mesa bem decoradas com variedade de plantinhas não tem como errar.

Foto: I Could Kill For Dessert

Almoço no Casa Cheia

Um dos pratos mais pedidos, o Mexidoido Chapado já tem um lugar especial na lembrança de quem já experimentou essa deliciosa opção. Se você e seu amor adoram uma comida de boteco, sem dúvidas, será uma ótima pedida para acompanhar uma cerveja geladinha. Não tem como errar!

Mexidoido Chapado: Mexido feito na chapa – Iscas de alcatra, lombo, linguiça caseira, arroz, legumes preparados ao azeite, ovo frito de codorna e ervas aromáticas.

mexidoido (3)

Jantar no Casa Cheia 

Que tal um clima de boteco com uma pitada de romantismo no ar? Depois de deliciosos quitutes e surpresinhas durante o dia, não existe nada melhor que fechar o Dia dos Namorados aqui no Casa Cheia. Escolha a unidade mais próxima de você e venha experimentar as diversas opções que dão água na boca.

Mineirinho Valente: Canjiquinha com queijo, lombo defumado, costela desossada ao vinho, linguiça caseira e espinafre. Acompanha arroz com brócolis ao alho e fritas.

mineirinho (2)

Com as sugestões apresentadas, agora é hora de se organizar e planejar as surpresinhas e encantar o seu amor!

 

Casa Cheia é bem mineira porque tem… Cerveja Artesanal

0

Casa Cheia Facebook Dia da Cerveja BrancoO processo de fabricação da cerveja artesanal envolve muito cuidado e dedicação. Desde a escolha dos ingredientes até o momento de ser embalada, tudo é feito de forma que ela possa se tornar um produto único e diferenciado.

Entre os tipos Lager e Ale, podemos encontrar inúmeras marcas e com os mais variados sabores, cores, aromas e ingredientes. Seja ela leve ou encorpada, clara ou escura, suave ou marcante, trivial ou refinada, todas são inegavelmente saborosas e sempre combinam muito bem com um prato ou ocasião especiais.

Estar em um bom restaurante é sempre uma ótima oportunidade para experimentar algo novo. Pensando nisso, o Casa Cheia incluiu em seu cardápio diversas opções de cervejas artesanais para agradar a todos os paladares. Todas elas são produzidas aqui no Brasil, e oferecem o que há de melhor em sabor, qualidade, ingredientes e produção.

Veja as cervejas artesanais que fazem mais sucesso no Casa Cheia:

Unidade Silva Lobo

Backer (Belo Horizonte/MG)

Brown

Com sabor e fórmula inconfundíveis, a Backer Brown integra o time das cervejas clássicas. Uma combinação equilibrada entre notas de café, malte torrado e aroma de chocolate dão a ela uma coloração escura e alta fermentação. Teor alcoólico: 4,8%.

Pale Ale

Pale Ale é uma típica inglesa. Ruiva, encorpada, de amargor profundo e alta fermentação. Com aroma frutado e complexo, deixa os apaixonados por cerveja encantados, apresentando um caráter marcante e paladar sedutor. Teor alcoólico: 4,8%.

Pilsen

A primeira Pilsen a gente nunca esquece. Loura, de coloração marcante e suave paladar, a Backer Pilsen possui sabor refrescante e baixa fermentação. Vinda de uma família clássica, é pedida certa dos apaixonados por cerveja. Teor alcoólico: 4,8%.

Trigo

Refrescante, de alta fermentação e paladar suave, a Backer Trigo combina com nosso clima tropical. Apresenta notas de cravo, aromas frutados e é envasada sem filtrar. É clássica, é genuína, é trigo. Teor alcoólico: 5%.

Três Lobos

Potássio, cálcio e ferro. Três vitaminas, Três Lobos e um ingrediente especial: açúcar mascavo. Uma forte lupulagem de variedades americanas completa a receita dessa American Pilsen. Coloração: clara. Teor alcoólico: 5,0%.

Unidades Mercado Central e Savassi

Wäls (Belo Horizonte/MG)

Witte

A Wäls Witte é resultado da união da tradicional receita belga das cervejas de trigo, com especiarias diversas, que criam um sabor suave com fundo amargo. Seu aroma é picante, lembrando pimenta jamaicana e sua refrescância é ideal para os dias mais quentes. É uma cerveja medalha de ouro no Bière Beer e prata no Festival Brasileiro da Cerveja.

Session

A massiva quantidade de lúpulo americano Citra e base de malte fazem dessa Session IPA uma explosão de refrescância. Possui amargor moderado e aroma cítrico. É uma cerveja que, mesmo consumida em grandes quantidades, não perde suas qualidades, com seus sabores intensos sempre relevantes ao paladar.

Pilsen

Cerveja dourada e translúcida de baixa fermentação, com sabor maltado e lupulado incomparáveis. Fiel representante do estilo Checo Bohemian Pilsener, preparada com dose intensa do tradicional lúpulos Saaz. Creme branco aveludado compõe sua formação de espuma.

Petroleum

A Wäls Petroleum é elaborada com aveia e os mais seletos tipos de malte do mundo, que lhe concedem uma textura encorpada e licorosa, densa e aveludada. Seus aromas complexos de chocolate belga, café e caramelo são fruto da maturação em cacau belga, com sabor amargo evidenciado em equilíbrio com a potência dos maltes. A Wäls Petroleum é premiada em todo o mundo: foi medalha de bronze no Festival Brasileiro de Cerveja 2014, Ouro no do Concurso Pierre Celis 2013.

Dubbel

A Wäls Dubbel é picante e seca, com notas de especiarias em seu aroma. Elaborada com cinco tipos de malte, levedura e lúpulo especiais, tem sabor de malte torrado ao fundo, além do aroma de especiarias características únicas desta cerveja, que foi campeã do World Beer Cup e medalha de prata no South Beer Cup.

Colorado (Ribeirão Preto/SP)

Appia

Feita com cevada, trigo maltado, lúpulo, fermento inglês e um toque brasileiro de Mel de Laranjeira. Cerveja com malte de trigo e cevada, possui espuma cremosa e adocicada, bem refrescante, ideal para o verão. Teor alcoólico de 5,5%.

Cauim

Tradicional Pilsen, com um ingrediente especial: mandioca. Feita com fermento alemão, malte importado, lúpulo tcheco e a brasileiríssima mandioca. Cerveja clara, de baixa fermentação e leve amargor. Refrescante, a cauim é ideal para dias de calor. Teor alcoólico de 4,5%.

Indica

Tradicional India Pale Ale, lupulada e alcoólica, inspirada na escola inglesa de cervejas. Composta por lúpulo inglês, malte convencional e tostado e a rapadura brasileira. Teor alcoólico de 7%.

Venha ao Casa Cheia e descubra outras variedades em nosso cardápio!

Mandioca… quem resiste?

0

O nome oficial desta deliciosa raiz é Manihot esculenta, mas a gente aqui em Minas gosta mesmo de chamá-la é de mandioca! De origem tupiniquim, ela é a espécie comestível mais famosa do gênero Manihot, o qual possui outras dezenas de representantes.

De acordo com o Sebrae, o Brasil já foi líder de mercado na produção da mandioca, lá pelos primórdios da década de 1970. O País, que chegou a fornecer ao mundo até 30 milhões de toneladas por ano, hoje, ainda continua forte na produção, mas caiu para o segundo lugar no ranking, passando a gerar, agora, cerca de 25 milhões de toneladas por ano.

Do Oiapoque ao Xuí, a mandioca recebeu mais de 15 apelidos diferentes. São tantos nomes que ficamos até confusos: aipi, aipim, ipim, castelinha, macamba, macaxeira, macaxera, mandioca-brava, mandioca-mansa, mandioca-doce, maniva, maniveira, mucamba, pão-de-pobre, tapioca, uaipi, etc. Além da diversidade de nomes, ela pode ser encontrada em mais de 300 tipos no continente americano. É matéria prima para derivados processados, como a farinha seca, a farinha d’água, a farinha temperada, a fécula ou polvilho doce e polvilho azedo, e a famosa tapioca.

Recentemente, devido à sua fama e importância no mercado e na culinária brasileira, o alimento foi até saudado pela presidente Dilma Rousseff, sendo considerado “uma das maiores conquistas do Brasil”. Esta fama não é atoa, pois ela traz diversos benefícios à saúde, principalmente para pessoas celíacas, já que tem a vantagem de não possuir glúten.

Apesar dos seus vários tipos e codinomes, o que não dá para confundir é o seu sabor, que consegue ser suave e marcante ao mesmo tempo. Seja ela servida sozinha ou acompanhada, frita ou cozida, é sempre uma pedida espetacular. Entre os vários acompanhamentos que combinam com ela, sendo um ingrediente tão versátil, um dos mais famosos e fáceis de encontrar pelos restaurantes e bares nacionais é a carne de sol.

Aqui no Casa Cheia, a criatividade toma conta e, para sair do óbvio, criamos pratos exclusivos que levam a mandioca em sua composição. O destaque vai para a deliciosa Costela de Adão, que é recordista de pedidos. Imagine uma suculenta costelinha de porco cozida, acompanhada de linguiça defumada, mandioca ao molho com jiló e taioba ao alho, todos magnificamente temperados à moda do Chef.

Como podemos perceber, apostar na mandioca é garantia de sucesso. Venha para o Casa Cheia conhecer todos os pratos e porções com este saboroso ingrediente!

Costela de Adão:

Casa Cheia - Blog - Costela de Adao

 

Carne suína de qualidade. Vem pro Casa Cheia!

0

A fama de que a carne de porco é gordurosa e precursora de doenças vem das antigas. Antes da década de 1970, infelizmente, esta era uma verdade incontestável, devido à falta de cuidados com a criação dos animais, que eram mantidos em locais insalubres, em meio à sujeira, e sendo alimentados com insumos impróprios.

A realidade deste antigo e pejorativo cenário, hoje em dia, está totalmente mudada, e a hipótese de que a carne suína permanece como uma opção alimentícia de má qualidade pode e deve ser descartada. Com toda a tecnologia disponível atualmente, já é possível manter as criações em condições muito favoráveis à produção de carnes saudáveis e seguras ao consumo humano.

As principais melhorias foram realizadas nos ambientes dos criadouros, hoje, perfeitamente higienizados, e na alimentação dos porcos, que é controlada e balanceada, além de um acompanhamento constante de veterinários. Com este upgrade no processo de criação, uma das grandes vantagens que recebemos ao consumir esta carne é que, agora, ela oferece, em média, 30% a menos de gordura, 15% a menos de calorias e 10% a menos do mau colesterol, além de ser altamente segura no quesito “transmissão de doenças”.

Apesar de todos estes avanços, a má reputação (injusta!) da carne de porco ainda perdura para uma parcela considerável da população brasileira, o que é uma pena, pois o Brasil é um dos grandes produtores deste alimento. A falta de informações corretas e claras sobre o assunto ainda deixa as pessoas confusas e receosas, mas o fato é que podemos afirmar, hoje, que os suínos oferecem uma das carnes mais benéficas à nossa saúde, até superior, em alguns pontos, do que a do frango.

Além de “nutritivamente” rica (fornece ferro, cálcio, vitamina D e as do complexo B e magnésio), não podemos negar que ela é muito saborosa e versátil. Usando a criatividade ao prepará-la, torna-se um ingrediente perfeito para agradar a todos os paladares, podendo ser utilizada em pratos dos mais simples aos mais gourmetizados.

Aqui no Casa Cheia, por exemplo, ela é protagonista de sucesso em várias receitas premiadas, como o Toquinho Atolado, que leva em sua composição o delicioso jarret suíno, temperado com ervas cuidadosamente selecionadas, marinado ao vinho e servido com creme de batatas e milho verde cozido.

Enfim, como podemos ver, há motivos de sobra para que você inclua de vez a carne de porco em seu cardápio diário, pois as vantagens são inúmeras, tanto para a sua saúde quanto para o seu paladar, que irá agradecer pela oportunidade de desfrutar de tão distinta iguaria!